Terça-feira, 27 de Julho de 2010

Mundo "Doente"

 

"penso [...] Na minha pequena filha de apenas 4 anos e no mundo doente em que terá de viver."

 

Isto foi dito por causa do crime na Carqueja.

 

Já ouvi muitas frases deste tipo, da boca de muitas pessoas e nas situações mais variadas, e faz-me sempre perguntar: seria preferível viver no mundo de há 100 anos atrás? Ou de há 500 anos atrás? Alguma vez este mundo deixou de estar "doente"?

 

Duvido que o mundo esteja mais doente agora do que alguma vez esteve. Mas não é bem isso que queremos dizer quando afirmamos que o mundo está doente. Devíamos antes escrever, "o mundo não está como eu acho que devia estar". Dito assim, não fica com o mesmo impacto, mas provavelmente fica mais perto da intenção.

 

Quando crescemos, tantas vezes aconteceu darem-nos "os príncipes e as princesas" - uma ideia do mundo que não corresponde à realidade. Como é que as pessoas são, como é que o mundo funciona. E mais tarde, quando somos confrontados com a realidade, é o mundo que está "doente".

 

O que não quer dizer que o mundo fique sempre igual - a maneira como vivemos hoje é muito diferente de como viveríamos se tivéssemos nascido há 500 anos atrás. Mas a natureza humana não mudou durante esse tempo. A mudar, será na escala das dezenas de milhares de anos, senão mais, e na prática temos de encará-la como imutável. E se não aceitarmos essa realidade, não podemos mudar o mundo de maneira duradoura. Posso achar que neste mundo ninguém deveria trabalhar e que toda a gente devia ter tudo de graça! Mas se alguma vez isso acontecesse, podem apostar que não ia durar muito tempo, quer pela natureza humana, quer pela realidade do universo.

 

Num exemplo menos óbvio, podemos achar que todos nós devíamos ter direito a um trabalho para a vida, onde todos ganhassem o mesmo, independentemente do que fizéssemos. A idéia é bonita, e parte dela chegou a ser implementada de uma ou outra forma. Mas de maneira geral, isto vai contra o sistema de incentivos inscritos na nossa natureza, e muito dificilmente seria sustentável: ou por as pessoas não se sentirem bem com o sistema, ou por não gerar trabalho suficiente para suportar o próprio sistema.

 

Mas há um pormenor. É possível que estas idéias, para certas pessoas, pudessem funcionar! Se todos fossem como elas, até poderiam ser sustentáveis. E talvez esta seja uma razão para que certas idéias sejam defendidas de forma tão acérrima, mesmo que todas as provas digam que não funcionariam no geral. Porque até poderiam funcionar - se o mundo fosse de outra maneira.

publicado por Terebi-kun às 10:23
link | comentar

 

home

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Março 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
15
17
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

Feed us!

arquivos

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

tags

animação(34)

anime(60)

bunny(11)

filmes(45)

gadgets(3)

imagem(135)

irony(8)

japanese stuff(81)

livros(15)

made in suika(134)

made somewhere else(4)

manga(13)

música(58)

politics!?(84)

random(144)

recortes(5)

science(23)

séries(12)

teatime(3)

top 5 monday!(31)

tv(33)

vhs(3)

video(108)

videogames(136)

web culture(73)

todas as tags

By:Terebi-kun!

 

E-Mail
Creative Commons License