Quarta-feira, 13 de Julho de 2011

Criatividade

O Malstrom tem escrito uma série de posts sobre "criatividade". Não é de agora, mas ultimamente tem recebido mails sobre o tema. Resumindo, acha que a ideia da"criatividade" e do "ser criativo" anda a prejudicar o entretenimento em geral, e os jogos em particular.

Como nunca me senti muito confortável com o termo "criatividade", fiquei super-interessado nestes posts, e pôs-me a pensar porque é que me sinto assim em relação à palavra.


Trabalho como engenheiro informático, e uma grande parte do meu trabalho é "inventar" soluções para problemas. Durante o meu trabalho tenho que ser o que muita gente chamaria de "criativo", e no entanto nunca achei que a palavra fosse boa para descrever o que estou a fazer.

O que é ser "criativo"? Não sei, e só isso seria uma boa razão para não me sentir confortável em usar a palavra. Mas a palavra é usada a toda a hora, portanto há uma certa definição do "senso comum" à volta dessa palavra. Se fôr tentar descrever qual é o "senso comum", parece ser uma palavra que está ligada sobretudo a artistas e a pessoas das "artes". Parece que é algo que eles fazem, e que vem deles, de dentro da pessoa deles. É o que acontece quando eles  "criam" coisas.

E é aqui que encontro o meu problema. Sinto que a palavra implica que o mais importante, a força motriz da "criação", vem sobretudo da pessoa, da "inspiração". E da minha experiência, não é essa a realidade. Há algo que vem antes da inspiração e da pessoa: bastante trabalho de "exploração". E depois desse trabalho, da informação e da experiência, vem a "descoberta". "Ser criativo" não explica o que eu estou a fazer, nem como cheguei lá. Mas dizer que "explorei" e "descobri" encaixa muito bem sempre que "criei" qualquer coisa.


Tudo bem, isto parece muito bem para um engenheiro informático, mas o que tem a ver com o entretenimento? A ideia dos posts do Malstrom entra aqui: embora as skills que fazem um engenheiro possam ou não ter pouco a ver com as skills de um bom entertainer, estão os dois a resolver um problema. No caso do entretainer, é preciso "inventar" uma maneira de entreter as pessoas.

O Malstrom acha que "ser criativo" não é uma boa maneira de resolver nenhuma destas duas situações. Eu acho que "explorar" e "descobrir" descreve bem o que é preciso fazer para resolver estes dois casos.

publicado por Terebi-kun às 10:58
link | comentar

 

home

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Março 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
15
17
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

Feed us!

arquivos

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

tags

animação(34)

anime(60)

bunny(11)

filmes(45)

gadgets(3)

imagem(135)

irony(8)

japanese stuff(81)

livros(15)

made in suika(134)

made somewhere else(4)

manga(13)

música(58)

politics!?(84)

random(144)

recortes(5)

science(23)

séries(12)

teatime(3)

top 5 monday!(31)

tv(33)

vhs(3)

video(108)

videogames(136)

web culture(73)

todas as tags

By:Terebi-kun!

 

E-Mail
Creative Commons License