Domingo, 25 de Janeiro de 2009

Leituras Económicas

Na Sexta, antes de apanhar o comboio, andei a cuscar uns livros nas livrarias no Saldanha. Como é costume, até encontrei livros que tinha muita curiosidade ler, mas a custarem 17€, qualquer espírito aventureiro faz contas à vida...

 

Anyway, enquanto pensava no quanto é que estaria disposto a pagar para dar um tiro no escuro, entrei na Valentim de Carvalho que fica num dos centros comerciais do Saldanha, ver se ainda tinham bonequinhos do Happy Tree Friends à venda - da última vez que fui lá comprei um, a 1 €uro. Awesome! >.<

 

Não encontrei Happy Tree Friends, mas encontrei outra coisa: livros a 2,90€. A este preço já estou mais que disposto a experimentar =) Depois de dar uma vista de olhos nas prateleiras, encontrei um livro que era capaz de levar, e já estava meio de saída quando vejo um papel com a promoção: 3 livros de 2,90€ = 5€. What! Já que levo um, deixa ver se encontro mais dois que queira levar!

 

É claro, tinha que haver uma contra-partida nisto tudo. Eu gosto de ler, e de experimentar, mas não estou mesmo nada por dentro do mundo literário. Quando vou a uma livraria não reconheço quase  nenhum título. No entanto, mesmo assim tão ignorante (ou talvez por estar ignorante X) ), deu para ficar com a impressão que a maior parte dos livros que estão à venda a esse preço não valem um cú. Mas lá consegui escolher mais dois:

 

Durante a viagem de comboio, deu para dar uma vista de olhos nos três.

 

O Fanático do Sushi - Ok, eu não cheguei a ser do tempo disto. É um policial por capítulos, que saía num semanário, o chamado "folhetim" (n'O Independente e em 1999, para os curiosos). Já tinha ouvido falar disto, mas nunca me tinha encontrado com um. Muito estranho ler um policial que se passa em Lisboa, com agentes da PJ, mas é mesmo por falta de hábito, no final do livro já a estranheza tinha passado. Pior é quando vejo um filme português e fico com a impressão que todos falam de uma forma muito estranha e pouco natural - há casos em que não percebo mesmo se é propositado ou bad acting.

 

Anyway, argumento mediano digno de um episódio de categoria B de CSI, versão portuguesa. Foi pena para o final, as personagens secundárias irritarem-me. A personagem principal é um agente "bom" e "sério", rodeados de colegas que levam o trabalho muito menos a sério que ele e que não fazem outra coisa que arreliá-lo. Percebo o ambiente que o autor queria transmitir, but it's not my cup of tea. Tudo somado, nice experience =)

 

 

O Impasse Português - Este livro é um conjunto de crónicas, escritas pelo Manuel Maria Carrilho para o Expresso, durante o ano de 2004. Eu gosto deste tipo de livros, gosto de ler crónicas e é uma maneira de voltar a olhar para o que aconteceu, e ver o que se pensava na altura. No entanto, depois de ler duas crónicas, voltei a percer porque o que me afasta da filosofia: 1) a importância que se dá às palavras e à forma, sobre o conteúdo. As ideias ficam obscurecidas no meio do texto, em vez de serem ditas claramente; 2) Como é baseado sobretudo em exercícios mentais, chegam-se a conclusões e a ideias muito bonitas, mas que podem ou não ter alguma coisa a ver com a realidade. Aliás, o problema da filosofia é mesmo este. Fala-se e discute-se, o que é muito bom, mas como não há uma base forte em provas, métodos e experiências, nunca se chegam a consensos ou conclusões mais definitivas, fica sempre tudo bastante aéreo.

 

 

Cores Primárias - Fiquei com a impressão de, dos três, este ser o livro que está melhor escrito. Tinha curiosidade em ler alguma coisa sobre os bastidores da política america, e é dito que o livro é de ficção, mas a disfarçar uma história real, neste caso a corrida à presidência do Bill Clinton. No entanto, do que li dá a entender que autor é um bocado tendencioso, para o lado dos republicanos. Basta dizer que logo no primeiro capítulo temos o candidato (supostamente o Bill Clinton) a inventar sobre o passado patriota de um tio para ganhar mais uns votos, e a ter uma one-night stand com a bibliotecária do sítio onde foi fazer campanha. Uma pesquisa na Wikipédia sobre o autor do livro dá-nos esta quote:

 

"Let me say that of all the major politicians I've covered in presidential politics in the last two or three times around, he [George W. Bush] is the most likely to stick with an issue, even if the polls are bad, and to govern from the gut as you said. [...] I've tried to criticize him on the substance, and certainly not on his personality, because I really like the guy."

 

Talk about MAJOR turn-off. Pessoas que governam com gut-feeling não, obrigado.

publicado por Terebi-kun às 11:38
link | comentar
1 comentário:
De Zé Tó a 6 de Fevereiro de 2009 às 13:32
E que tal uns posts de vez em quando com livros que já leram?
Gosto de conhecer novos livros :)

Comentar post

 

home

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Março 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
15
17
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

Feed us!

arquivos

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

tags

animação(34)

anime(60)

bunny(11)

filmes(45)

gadgets(3)

imagem(135)

irony(8)

japanese stuff(81)

livros(15)

made in suika(134)

made somewhere else(4)

manga(13)

música(58)

politics!?(84)

random(144)

recortes(5)

science(23)

séries(12)

teatime(3)

top 5 monday!(31)

tv(33)

vhs(3)

video(108)

videogames(136)

web culture(73)

todas as tags

By:Terebi-kun!

 

E-Mail
Creative Commons License