Sábado, 19 de Dezembro de 2009

Smash #9 : Achievements

 *Edit:*Yasako- Admitir que qualquer coisa é fácil é sempre Mais fácil do que lidar com a realidade e as críticas, que como sempre não são para peles frágeis, "Nós somos Bons" (com ar de desprezo) é mais fácil que "eh...pahhh...houve ali alguns que...".

 

Este mês perguntaram aos rapazes da Smash o que achavam dos achievements. Ainda pensei que alguém dissesse alguma coisa sobre o gasto de tempo que alguns são. Mas não, não só não disseram nada sobre isso, como apontaram que há achievements mal feitos porque são demasiado fáceis. Sheesh...

publicado por Terebi-kun às 21:13

editado por Yasako em 20/12/2009 às 20:56
link | comentar
13 comentários:
De Diogo Ribeiro a 18 de Janeiro de 2010 às 10:10
Ora, se alguém não concorda que os achievements são uma perca de tempo, não há razão nenhuma para dizer o contrário apenas para cair nas boas graças de quem pensa dessa maneira.

Além disso, e neste caso apenas posso comentar quanto à minha resposta, mas se um achievement é suposto conferir ao jogador uma sensação de que alcançou algo importante, pouco apelo me traz um achievement por eventos num jogo onde a minha participação é vaga ou nula... Como o caso de Assassin's Creed II, onde nos é oferecido um achievement apenas por vermos o protagonista nascer. O que é equivalente a receber um achievement por ver televisão e fazer zapping entre quatro canais.
De Terebi-kun a 19 de Janeiro de 2010 às 10:37
Se reparares, fiz um comentário à revista, a mostrar descontentamento.

Não sei qual é o teu papel na revista, mas imagino que possas estar interessado na experiência dos seus leitores, e em querer mantê-los.

Estás interessado em saber porque é que eu, como leitor, estou descontente com a revista?
De Diogo Ribeiro a 19 de Janeiro de 2010 às 11:49
No teu comentário não é explícito um descontentamento com a revista em si, apenas a uma divergência de opiniões face a comentários sobre achievements. E mesmo que não saibas qual é o meu papel na revista, certamente percebes porque comentei aqui, dado que fui uma das pessoas a comentar na mesa redonda sobre esse tópico.

Críticas construtivas são sempre bem vindas e se é esse o caso, podes sempre contactar a redacção por email ou no fórum. A questão é se estás descontente com aquela revista em si, com a revista em geral, ou apenas com o facto de que alguém não pensou numa perspectiva em particular (a tua) enquanto pensou noutras mais gerais (achievements em si e como são implementados).

São coisas diferentes e julgo que consegues distinguir entre elas, e saber quais são mais indicadas para falar por aqui.
De Terebi-kun a 19 de Janeiro de 2010 às 21:33
Mesmo que não tenhas percebido pelo post que estava descontente, eu fiz questão de to dizer no comentário, portanto ficaste a saber.

A questão aqui é se, como membro da revista, estás interessado em ouvir o que um leitor tem para dizer. Perguntei se estavas interessado em ouvir, mas em vez de responderes à pergunta, tentaste adivinhar porque é que estou descontente. Ainda não percebi se queres ouvir ou não.


Eu não tenho obrigação de dizer nada à revista, posso simplesmente deixar de a comprar e ler outra coisa. Além disso, este blog é um espaço pessoal, e como muito outras pessoas, aproveito-o para falar daquilo que me agrada e desagrada. Como apareceste cá, achei que era uma boa oportunidade para poder falar sobre a revista directamente com alguém, sobre coisas que também interessam a quem visita este blog. Falei do papel que tens na revista porque podes estar apenas convidado e até nem estar muito interessado na revista em si, mas se não é esse o caso, devias estar interessado em ouvir o que é que os leitores têm para dizer. Não quer dizer que tudo o que os leitores digam se aproveite, mas isso só se sabe depois de os ouvir.
De Diogo Ribeiro a 20 de Janeiro de 2010 às 09:57
Mais uma vez, se o descontentamento provém de um artigo de opinião na revista não validar uma opinião tua, isso é algo que tanto o grupo editorial como os leitores têm que aceitar quanto ao projecto (e a qualquer outro, feito por nós ou não). Opiniões diferentes são algo incontornável e tentar ir por aí não me parece que resolva qualquer assunto.

Se o descontentamento está relacionado com a revista em geral - algo que nem estava patente no post original - nada te impede de expressar isso, aqui ou noutro sítio qualquer. A única coisa que esse primeiro post contém é uma crítica baseada no argumento de que "eles deram opinião X quando devia ter sido Y", e quando se passa disso a um desalento qualquer com a revista num piscar de olhos, parece-me razoável tentar perceber (ou "adivinhar" como sugeriste) quanto aquilo que queres dizer.

Se o queres fazer aqui estás no teu direito. Acho que fui bastante claro quando afirmei que há vários tipos de descontentamento, e que te cabia a ti decidir quais deles referir aqui ou não. Acho que sou eu que ainda está à espera.
De Terebi-kun a 20 de Janeiro de 2010 às 11:07
Não precisas tentar adivinhar. Já é a terceira vez que digo que se estás interessado, é só dizer que eu explico. Mas mesmo assim preferes continuar a tentar adivinhar o que se passa.

Se estiveres disposto a ouvir, sinto que vale a pena dizer aqui. Senão, guardo para um próximo post.
De Diogo Ribeiro a 20 de Janeiro de 2010 às 11:42
E no entanto, depois de eu ter mostrado uma atitude positiva nesse sentido em três comentáriuos - com a minha última resposta em particular a salientar que ainda estou à espera - continuas a sugerir que, de algum modo, estás à espera de uma qualquer aprovação.

Em vez de, por exemplo, explicares de uma vez.
De Terebi-kun a 21 de Janeiro de 2010 às 00:47
Isto foi como que uma experiência. Estava curioso para ver como é que alguém ligado à revista trataria um leitor que não está satisfeito. Fico com a impressão que a revista não é o teu ganha-pão principal.

Na realidade, não estou mesmo satisfeito com a revista, mas podes saber porquê no próximo post (coloco-o logo a seguir ao comentário).

Peço desculpa pela situação, fiquei surpreendido pela tua paciência.
De Diogo Ribeiro a 21 de Janeiro de 2010 às 10:11
A meu ver de pouco ou nada interessa qual é o ganha-pão principal de alguém mas sim o interesse que se tem nele. Mas obviamente, tens direito às tuas impressões.

Mas se eu não tivesse interesse de certeza que não estava aqui e que não teria, por exemplo, abordado outras críticas feitas à revista noutros sítios - e considerando que tenho prazos a cumprir em várias frentes de trabalho, é preciso ter um certo gosto ao que se faz para sacrificar tempo neste tipo de situações.

Curioso é que, assumindo que eu teria um certo afastamento à revista por questões financeiras, que dizer da ausência de comentários neste - e outros - posts de quem tem na revista o seu ganha-pão principal?

Things that make you go HMMM.
De Ortografia a 20 de Janeiro de 2010 às 13:40
Diogo:
Está à espera da autorização da dona do blog. ;)
De Yasako a 20 de Janeiro de 2010 às 23:21
Compreende-se a conclusão, embora triste, visto que eu posto mais frequentemente que o Terebi, longe de mim ter essas presunções.

Tudo o que até agora consegui desautorizar foi o dispersar da roupa suja pelo chão e que a seja posta no cesto de roupa para lavar apropriado para o efeito. Aceitam-se sugestões para a continuada aprendizagem e manutenção da nossa vida comum dada a óbvia presença de sabedoria superior.

Enfim sobre a conversa até agora tanto o Diogo como o Terebi se estão a esforçar para chegarem a um entendimento, qual será não adivinho mas tarde ou cedo chegará, queria apenas agradecer ao comentador pedante que me deu a tão desejada oportunidade de responder imbecilmente a um comentário imbecil!

Primeiro porque cá não comentam muito e depois porque nunca nos dão uma oportunidade de gozar como esta. Já estava a precisar realmente de proteína P que a vida sem parvoíces é realmente um sítio demasiado sério para se viver.

Um bem haja!
De Gonçalo Brito a 29 de Janeiro de 2010 às 19:19
Não percebi nada da discussão, mas se for para gozar com alguém ou com alguma coisa, contem comigo ;)

Uma vida sem humor é uma vida meio vivida
De Yasako a 29 de Janeiro de 2010 às 23:28
Ah! finalmente uma alma igual à minha!

XD

Comentar post

 

home

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Março 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
15
17
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

Feed us!

arquivos

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

tags

animação(34)

anime(60)

bunny(11)

filmes(45)

gadgets(3)

imagem(135)

irony(8)

japanese stuff(81)

livros(15)

made in suika(134)

made somewhere else(4)

manga(13)

música(58)

politics!?(84)

random(144)

recortes(5)

science(23)

séries(12)

teatime(3)

top 5 monday!(31)

tv(33)

vhs(3)

video(108)

videogames(136)

web culture(73)

todas as tags

By:Terebi-kun!

 

E-Mail
Creative Commons License